Agendar Demonstração

O Praxio Globus integra de forma leve e flexível as 4 grandes áreas da sua empresa de forma segura e com total controle de acessos:

Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração.

Excesso de peso da carga: Quais os riscos para sua empresa?

Assunto: Transporte de Cargas

24/05/2018

O excesso de peso da carga é um grande problema para o transporte nas estradas brasileiras. Muitas empresas se arriscam transportando mais que o permitido, acreditando que assim terão diminuição no valor de seus serviços. Porém, além de estar relacionado com riscos para a empresa e para a frota, o excesso de peso da carga pode acarretar também em desgaste dos veículos, diminuindo tempo de vida das peças.

Devido à dificuldade de fiscalização, o excesso de peso no transporte de cargas acaba por impactar também na qualidade das estradas brasileiras. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o excesso de peso da carga é o principal agravante para a deterioração da malha asfáltica nas rodovias.

Entenda os principais impactos do excesso de peso da carga no transporte

Carregar uma quantidade excessiva de peso em sua frota representa uma série de riscos para sua empresa. Listamos algumas destas ameaças:

Penalidades de trânsito

As infrações para excesso de peso da carga estão descritas segundo o Código de Trânsito Brasileiro, prevendo multa de R$ 130,16 quando constatado excesso de peso, este valor podendo ser acrescido conforme a quantidade em excesso constatada:

  • até 600 kg de excesso: acréscimo de R$ 5,32
  • de 601 kg até 800 kg: acréscimo de R$ 10,64
  • de 801 kg até 1.000 kg: acréscimo de R$ 21,28
  • de 1.001 kg até 3.000kg: acréscimo de R$ 31,92
  • de 3.001 kg até 5.000 kg: acréscimo de R$ 42,56
  • acima de 5.001 kg: acréscimo de R$ 53,20

Quando for realizada pesagem em balança rodoviária, haverá tolerância de 5% para o peso bruto total da carga e de 10% por eixo. Porém, caso não seja possível fazer esta pesagem serão considerados os valores declarados da Nota Fiscal. Nesta modalidade não podem ser aplicados os percentuais de tolerância.

Segundo dados da ANTT, de 2012 â 2014 houve um acréscimo superior a 100% para o número de penalidades aplicadas sobre excesso de peso da carga nas rodovias brasileiras.

Qualidade das Rodovias

Segundo dados dos anuários estaduais do DETRAN, o excesso de peso da carga nos transportes é o principal agravante para a má qualidade das estradas brasileiras. Ao trafegar com peso acima do o permitido, os veículos de transporte acabam por deformar as vias por onde trafegam, já que transferem o peso dos eixos para o solo. Sendo especialmente danoso para as vias que atendem ao escoamento de cargas, próximas a portos e terminais alfandegários.

Uma malha asfáltica que sofre os impactos do excesso de peso da carga pode ter a sua vida útil reduzida em até 30% e redução de 70% para as vias utilizadas para escoamento de produção. Dificultando não somente a vida dos motoristas, mas também comprometendo a segurança de quem trafega nas estradas.

Desgaste dos veículos

Talvez o mais silencioso dos impactos, percebido na maioria das vezes somente a longo prazo. Muitas vezes podemos não atribuir o desgaste dos veículos e seus componentes ao excesso do peso da carga que se está transportando. Porém, isto é real.

O desgaste dos pneus, por exemplo, se dá de forma muito mais rápida, causando deformação e até mesmo apresentando risco de estouro dos mesmos, tendo de ser substituídos com maior frequência. Isso se deve ao superaquecimento que a sobrecarga de peso causa na estrutura do pneu.

Outra estrutura que sofre com o excesso de peso no transporte são os freios. O sistema de frenagem é projetado para responder a determinado peso, quando há um excesso de peso isto pode comprometer lentamente a eficiência deste sistema, representando um grande perigo para o condutor.

Aumento da emissão de gases poluentes

Como já falamos aqui no blog, a responsabilidade ambiental deve ser observada em todas as etapas de uma cadeia de logística, do seu início até a entrega final do produto. Na fase de transporte da carga, isto se torna particularmente importante devido ao potencial poluente dos combustíveis.

Trafegar com excesso de peso da carga pode representar um aumento de até 50% no consumo de combustível do veículo. E isto representa uma parcela significativa de emissão de gases poluentes também.

Perigo de acidentes

O transporte de cargas nas rodovias brasileiras responde por um grande número de acidentes nas estradas brasileiras. Quando há um excesso de peso da carga transportada este risco ainda tende a aumentar. Como já falamos anteriormente, ao sobrecarregar as peças do veículo, estamos também comprometendo sua funcionalidade. Devido ao esforço ser maior, aumenta também seu tempo de resposta, podendo acarretar acidentes nas vias.

Obstrução das rodovias

Muito comum vermos caminhões carregados trafegando em velocidade reduzida para não sobrecarregar o veículo. Quando há excesso de peso da carga então, isso é ainda mais comum. Além de obstruir as vias e prejudicar quem circula por elas, estaremos também comprometendo prazos de entrega e agilidade nas operações. Já que com as estradas obstruídas pela lentidão, o tráfego não consegue acontecer com total velocidade permitida na via.

Como pudemos perceber, sobrecarregar o peso da carga em sua frota não é a melhor forma de garantir que suas operações sejam rentáveis e ao mesmo tempo seguras, não é? Muito pelo contrário, podem representar muita dor de cabeça para sua empresa.

Quer automatizar seus processos e mapear da melhor forma a sua frota e a condição da mesma?

A BgmRodotec oferta para o mercado de transportes soluções tecnológicas que visam controlar e gerenciar todos as etapas de transporte de cargas. Clique aqui e solicite uma demonstração gratuita com um dos nossos consultores.