Agendar Demonstração

O Praxio Globus integra de forma leve e flexível as 4 grandes áreas da sua empresa de forma segura e com total controle de acessos:

Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração.

Para que serve um sistema integrado de gestão empresarial (ERP)?

Assunto: Notícias

08/02/2017

A sigla ERP vem do inglês e significa Enterprise Resource Planning, traduzindo quer dizer Planejamento de Recursos Empresariais. Ou seja, sistemas que funcionam no modelo ERP são aqueles que dominam um grande número de tarefas, organizando todas as informações de ponta a ponta do negócio, o que facilita bastante o gerenciamento.

Diariamente a rotina das empresas é movimentada pelas vendas, contas a pagar e a receber, folha de funcionários, pagamento de impostos e tributos fiscais, controle de estoque e os processos ligados à operação específica. Para desempenhar cada uma dessas funções, existe uma infinidade de opções de softwares disponíveis no mercado. Mas imagine só: você que é gestor, toda vez que você precisa saber se o seu negócio está sendo lucrativo tem que reunir os dados vindos de cada setor e analisá-los sozinhos. Fica complicado, não? Piora ainda mais se a sua empresa emite um grande volume de informações diárias.

Quando a empresa possui um sistema de ERP ela consegue centralizar todas as informações em um único software, o que dificulta muito o aparecimento de erros, pois os setores passam a funcionar de forma integrada e facilita bastante o processo gerencial.  Quer ver um exemplo? O setor de RH é responsável pela contratação dos profissionais, mas quem é responsável pelo pagamento da folha salarial é o setor financeiro. Com o ERP, esse tipo de informação circula automaticamente. Essa integração é revertida em produtividade, assertividade e estratégias mais competitivas.

Veja como é a formação de um ERP:

  • Apresentação:

Nesta etapa o usuário terá acesso inicial ao sistema e, através de formulários de cadastro e/ou login. A partir daí, o sistema valida o início da sessão e passará para o processamento lógico.

  • Processamento lógico:

É aqui que ficam todos os processos empresariais do ERP. Nesta fase da sessão, o sistema receberá todos os dados que o usuário informou na etapa de apresentação e integra com os módulos do sistema, retornando ao usuário uma resposta do que foi solicitado ou salvando no banco de dados. Toda integridade do sistema fica nessa camada, e sempre que precisa inserir novas atualizações, processos empresariais, melhorar o desempenho e a segurança do sistema, é tudo nessa etapa que é feita. Para isso, é necessário mexer no código fonte do software, fazer uma nova programação e compilar novamente o programa, para que as novas funcionalidades entrem em vigor.

  • Armazenagem: quando o usuário digita as informações na tela, ela passa pela camada de processamento e posteriormente vem para essa divisão do sistema, que é responsável por salvar tudo em um banco de dados. Isso vai garantir que os dados fiquem gravados para ser acessados no futuro.

 

Se você quer ter mais informações sobre como um ERP pode auxiliar a gestão do seu negócio, leia mais em 10 benefícios de um sistema de gestão integrada

Tags: DICAS DE GESTÃO, GESTÃO, GLOBUS, PERFORMANCE, RESULTADOS, SISTEMAS INTELIGENTES

Últimas notícias