Agendar Demonstração

O Praxio Globus integra de forma leve e flexível as 4 grandes áreas da sua empresa de forma segura e com total controle de acessos:

Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração.

Como otimizar os recursos operacionais da transportadora?

Assunto: Notícias

29/05/2018

Os recursos operacionais da transportadora sempre podem ser melhorados. Para uma empresa, independentemente do seu porte, aprimorar a eficácia e a eficiência é fundamental. É preciso otimizar seus recursos para promover o crescimento organizacional e ser capaz de manter o negócio competitivo no mercado.

Para isso, ao invés de trabalhar de forma fragmentada, na correção de problemas esporádicos, a melhor estratégia é abordar sistematicamente diferentes aspectos de suas operações. Pensando nisso, a seguir, apresentaremos dicas de como você pode otimizar os recursos operacionais da transportadora e liberar recursos que você poderia investir em outras áreas de sua empresa. Confira a seguir.

5 dicas para otimizar os recursos operacionais da transportadora

1. Controle de combustível

Nos últimos anos, os preços dos combustíveis aumentaram dramaticamente e a tendência é de que continuem aumentando no futuro, sendo esse um dos recursos operacionais da transportadora que devem ser otimizados. O abastecimento consome em média 35% dos custos operacionais de uma empresa. Dessa forma, o monitoramento e o controle efetivo do uso de combustível é uma parte essencial da gestão da frota, tratando os abastecimentos da mesma forma que se controla o dinheiro.

Dessa forma, a distribuição do combustível em cada veículo precisa ser registrada e o consumo médio calculado individualmente. O sistema utilizado para tal deve possibilitar o registro de cada transação e fazer um monitoramento diário, permitindo consultas ágeis e ações de acompanhamento do consumo de cada veículo.

2. Cuidado com pneus

Em muitas empresas, a gestão dos pneus costuma ser negligenciada. No entanto, a aquisição, a manutenção e a durabilidade dos pneus podem estar entre os fatores mais significativos que contribuem para redução dos custos operacionais de sua frota. Muitos nem sequer têm tempo para analisar quantos pneus compram em um ano. Descuidar dessa área é um erro extremamente caro e que consume importantes recursos operacionais da transportadora.

Dessa forma, é importante que seja separado um tempo para levantar, inspecionar e analisar fatores que podem estar causando desgastes incomuns nos pneus dos seus veículos. Muitas vezes, apenas a falta de cuidado com a correta calibragem do pneu pode diminuir a sua vida útil, bem como aumentar os gastos com combustíveis.

3. Faça manutenções preventivas

A manutenção preventiva tem como principal objetivo o de garantir a confiabilidade dos ativos e eliminar falhas ou paralisações que possam ocorrer com seus veículos. Essa manutenção de rotina deve ser vista como uma abordagem proativa, ajudando a prolongar a longevidade da frota e a reduzir custos com falhas e quebras.

Adotar um programa de manutenção preventiva é uma das escolhas mais sensatas que um gestor de frota pode fazer. Veículos que não são vistoriados regularmente podem criar um ambiente de trabalho perigoso e inseguro, provocando acidentes e perdas materiais e de vidas.

4. Treinamento de motoristas

A prática de oferecer cursos para motoristas deve ser considerada como uma importante estratégia para a empresa. Motoristas adequadamente treinados são mais preparados para enfrentar condições, circunstâncias e perigos nas estradas, reduzindo consideravelmente o risco de acidentes.

Nesses programas de treinamento, o motorista é ensinado a ter atenção a determinadas condições da estrada, tempo e visibilidade, para que ele possa utilizar técnicas de condução segura, de acordo com cada situação. Eles aprendem, ainda, boas práticas de manutenção e operação para reduzir custos e melhorar a produtividade do veículo.

5. Custos ocultos

Normalmente, diante da dificuldade de mensurar os custos ocultos, muitas vezes eles não são previstos ou mesmos planejados pelo gestor. Esses custos nem sempre são percebidos, mas ajudam a diminuir de forma considerável a lucratividade do seu negócio.

Os custos ocultos de uma frota são muitos. A compra excessiva de peças para o estoque, o estilo de direção do motorista que gasta muito combustível e o veículo que ficou parado para manutenção por vários dias provocando atrasos nas entregas são alguns exemplos de custos ocultos.

Com isso, o gestor precisa mapear constantemente seus processos, verificando cada etapa dos recursos operacionais da transportadora, buscando as chamadas “não conformidades” ou variações. Por meio de um programa de qualidade ou de produtividade, é possível reduzir custos, aumentar a lucratividade e tornar o negócio mais competitivo.
E então, gostaria de ter mais controle sobre os custos operacionais da transportadora utilizando um único sistema? Entre em contato com a gente e agende uma demonstração gratuita e saiba mais como fazer!

Tags: DICAS DE GESTÃO

Últimas notícias