Agendar Demonstração

O Praxio Globus integra de forma leve e flexível as 4 grandes áreas da sua empresa de forma segura e com total controle de acessos:

Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração.

Assunto: Gestão de Frota

18/09/2018

A conservação da frota exige muito gasto com manutenção preditiva e corretiva para evitar que os veículos fiquem parados.

O cuidado com cada detalhe é importante para evitar que a gestão direcione seus esforços em processos ineficientes e que os colaboradores trabalhem sem segurança.

Provavelmente sua frota deve ser composta por veículos com tamanhos e características próprias, o que exige muita atenção às tarefas que cada caminhão desempenha.

Assim, há algumas práticas que devem ser adotadas para que os caminhões sejam preservados e a empresa não sofra com gastos fora do planejamento financeiro.

1 – Elabore um planejamento de rotas

Para reduzir o consumo de combustível, diminuir o tempo de viagem e definir os melhores trajetos, é importante planejar as rotas.

Esse processo traz alta performance e conserva os veículos, pois evita o desgaste dos mesmos em caminhos mal conservados e gastos desnecessários.

Por isso, sempre verifique as ordens de recebimentos e horários de entrega que os clientes solicitam nos pedidos para evitar gastos com novas entregas.

2 – Planeje os custos para a conservação da frota

O controle de gastos faz parte do planejamento da conservação da frota e os gestores devem fazer o levantamento de qualquer custo que possa acontecer.

Assim, avalie os seguintes itens que consomem os recursos da operação:

  • viagem;
  • motorista;
  • combustível;
  • manutenção corretiva e troca de peças;
  • manutenção preventiva.

Analise cuidadosamente o custo que pode ser eliminado para não impactar na conservação da frota. Em algum momento pode ser necessário investir em alguma manutenção e, assim, não criar despesas maiores.

3 – Treine seus motoristas

Manter seus motoristas treinados mantém o nível dos serviços e de boas práticas no uso dos veículos. A capacitação é importante para que os colaboradores saibam como conduzir um caminhão da melhor forma.

Com uma boa atuação os resultados financeiros serão constantes, pois os equipamentos, veículos e recursos serão bem utilizados.

Além disso, treinamentos motivam, aumentam o engajamento dos colaboradores e promovem a integração da equipe, o que eleva a produtividade.

4 – Verifique o óleo do motor

Para começar, verifique sempre o nível do óleo do motor prestando atenção às marcações da vareta. Caso a marcação estiver baixa e o produto que sobrou ainda estiver com qualidade, bastará completar com a mesma marca que foi utilizada.

Não use óleos diferentes e de baixa qualidade, pois essa escolha pode custar muito para a empresa. Um produto errado pode danificar o motor e provocar uma troca prematura.

Na dúvida, sempre consulte o manual do proprietário para saber qual o óleo mais indicado.

Da mesma forma, prestar atenção na data de validade é outra ação importante para não deteriorar o motor, conservar a frota, aumentar a eficiência da limpeza interna e reduzir o consumo do combustível.

5 – Acompanhe os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho (ou KPIs) têm a função de auxiliar na análise a interpretação dos resultados conquistados e oferecer uma base sólida para manter a conservação da frota.

Assim, é possível detectar os problemas que podem danificar os caminhões e prejudicar a eficiência da empresa. Veículos em manutenção ficam parados, o que significa que não estão rendendo.

Para evitar este cenário, acompanhe os seguintes indicadores:

  • Capacidade de carga dos caminhões;
  • Tempo de ociosidade;
  • Custos com manutenções;
  • Ocorrências de multas;
  • Gastos com óleos e combustíveis.

6. Verifique a acomodação da carga

Conferir as mercadorias antes da partida dos caminhões é importante para a conservação da frota, pois evita que os produtos provoquem avarias no veículo.

A carga acondicionada de forma errada ou que esteja acima do limite que o caminhão suporta danifica a estrutura.

Além disso, ao conferir, você também evita erros na separação de pedidos e a necessidade de fazer mais de uma viagem para cumprir as entregas que faltaram.

7. Gerencie os riscos

Não basta monitorar sempre as condições das vias para evitar situações que causem sinistros, mas neutralizar tudo que possa provocar estas situações.

A conservação da frota requer antecipação das ações para minimizar qualquer dano ou perda. Assim, é imprescindível utilizar tecnologia embarcada para rastrear a carga e o caminhão no intuito de poder acionar ajuda no caso de roubo.

Além disso, a empresa deve optar por uma solução para transporte que integre todas as áreas e mantenha todos atualizados sobre as atividades.

Agora que você conhece as sete melhores práticas para conservação da frota, entre contato com os nossos especialistas  e transforme a forma como sua empresa realiza o transporte rodoviário.

Tags: GESTÃO DE FROTAS